facebook

MurArte


 

Título: Documentação dos Murais de Riachos com vista à sua Preservação Sustentável
Acrónimo: MurArte
Referência: CFPI2020/04
Techn&Art área preferencial: Desenvolvimento sustentável
Financiamento: 11 301,00 €
Âmbito: Nacional
Região: Torres Novas

Resumo:
Os murais de evocação etnográfica da vila de Riachos, concelho de Torres Novas, tiveram o seu início em 2012, no âmbito da Festa da Benção do Gado, um evento religioso e etnográfico que constitui uma referência fundamental para os riachenses. Nesse ano, procurando inovar no engalamento das ruas e procurando uma marca que fosse fortemente identitária, o Núcleo de Artes de Riachos em colaboração com a Benção do Gado Associação Cultural, teve a iniciativa de realização de murais cuja iconografia assentasse sobretudo nas tradições agrícolas e nos usos e costumes locais. Estas pinturas constituem um acrescento, com caráter mais duradouro e coordenado, ao tipo de decorações móveis que muitos moradores já faziam em frente às suas casas por ocasião da Festa, também com a recriação de cenas de caráter etnográfico ou, simplesmente, com recurso a objetos e alfaias evocadoras desse passado rural que se pretendia reforçar. Na edição seguinte da festa, em 2016, esta prática desenvolveu-se, pintando-se novos murais e restaurando-se ou repintando-se os já existentes, existindo atualmente nas ruas da vila cerca de seis dezenas de murais. Realizadas por membros da comunidade, estas pinturas tornaram-se um reportório visual de memórias e tradições e constituem um elemento catalisador da identidade local em espaço público. Nunca tendo sido objeto de estudo, os murais de Riachos formam um importante recurso para o fortalecimento de relações sociais dentro da comunidade, para aumentar o sentimento de pertença do lugar, para estabelecer processos de diálogo e de consenso local e para a criação de uma memória coletiva de comunidade. Por outro lado, a promoção turístico-cultural da região foi beneficiada por esta iniciativa da comunidade local. Assim, este projeto pretende documentar estas manifestações artísticas procurando a compreensão do recurso, fornecendo o contexto social que lhe deu origem e as bases para a sua preservação. A metodologia a seguir envolve a combinação de ferramentas, numa perspetiva multidisciplinar, que, ao serem justapostas, permitem fornecer uma visão integrada do tema.
Procurar-se-á a catalogação dos murais que ajudará a contextualiza-los dentro do desenvolvimento mais amplo da comunidade. Combinando a pesquisa histórica e documental, o inventário, o registo fotográfico e o mapeamento dos murais, será possível obter um arquivo de dados fundamental para a tomada de decisão de preservação e utilização destes recursos. Ao utilizar formas de auto- documentação, como entrevistas e inquérito aos envolvidos, o arquivo documental fica imbuído de um espírito de autoria compartilhada. Um inquérito participativo à comunidade será essencial para avaliar a sua declaração de valores e fornecer um veículo para medir as expetativas e atitudes perante a preservação dos murais. Além disso, a recolha de testemunhos e o registo audiovisual, resultando como produto final num documentário, permitirá que a comunidade local se reveja no projeto tornando a sua contribuição para a memória pública um meio significativo de agência social. A divulgação e ganhos de notoriedade cultural local com projeção global, usando-se a web como veículo de promoção e de ligação à diáspora riachense é outro objetivo a concretizar. Reconhecendo que nem todos os murais podem ou devem ser conservados, este projeto analisa o conceito de efemeridade, frequentemente negligenciado no campo da preservação, oferecendo uma abordagem abrangente para tratar os murais, não assente numa visão de perenidade, mas antes como uma prática social dinâmica. Situados em paredes externas e, como tal, sujeitos a vários agentes de deterioração, estas obras têm inevitavelmente uma forte componente de impermanência.
Será desenhada, testada, aprovada e colocada em ação uma matriz de seleção sustentada em critérios negociados com a população local em ambiente colaborativo onde a coresponsabilização de todos os atores que concretizam o projeto seja o garante de sustentabilidade dos resultados alcançados. A deterioração dos murais afeta negativamente a estética da vila e pode ser confundida com um baixo índice de qualidade socioeconómica do local. Portanto, este projeto procurará fornecer ferramentas para a monitorização e documentação do estado de conservação dos murais de forma a avaliar os mecanismos envolvidos na sua degradação ou destruição. Assim, será possível uma tomada de decisão sustentada sobre a sua preservação, sabendo que a conservação ou desativação dos murais refletirão a relevância dos valores atribuídos aos murais pela comunidade e a compreensão da mudança da paisagem cultural como um todo. As múltiplas dimensões tratadas neste projeto e as suas especificidades enquanto caso de estudo permitem antever e destacar a sua importância no estabelecimento de uma metodologia própria e a replicabilidade do projeto a outros contextos possibilitando o estabelecimento de parcerias e protocolos de colaboração com outras entidades que estejam a desenvolver projetos semelhantes, de forma a otimizar os recursos e plataformas de investigação, sendo este outro objetivo pragmático. A médio e longo prazo, o natural resultado deste projeto será a disseminação dos murais e a sua utilização enquanto recurso cultural, apresentando enormes potencialidades quer ao estímulo da investigação em áreas relacionadas, quer no que concerne ao impacto societal, como sejam a criação de um museu virtual ou a integração em atividades escolares nomeadamente de educação pelo património pictórico-mural, na oferta de locais de visita e de itinerários regionais dentro desta temática e, igualmente, a sua integração em rotas artísticas e redes de turismo cultural.

Investigador Principal:
Ângela Ferraz. Ciência-ID: 3615-1A59-D617
Equipa de Investigadores:
Ricardo Pereira Triães. Ciência-ID: 7319-012F-71D4
João Pedro Freire Fonseca da Luz. Ciência-ID: 9713-6B91-43CF
Luís Manuel Mota dos Santos Figueira. Ciência-ID: 3314-EA99-0861
Ânia Liberato Chasqueira. Ciência-ID: 3E13-65CA-F728
Teresa Rivas Brea. ORCID: 0000-0003-1694-5167
Carlos António Simões Nuno
Ana Mafalda Godinho Borralho da Luz
Beatriz Linberger dos Anjos Oliveira. ORCID: 0000-0003-1826-5448

Instituição proponente:
Instituto Politécnico de Tomar
Instituições parceiras:
Associação de Defesa do Património Histórico e Natural de Riachos (ADPHNR)
Museu Agrícola de Riachos (MAR)
Bênção do Gado Associação Cultural
Núcleo de Estudos do MAR (NESTMAR)
Núcleo de Artes de Riachos (NAR)

Data de início: 01/01/2021
Data de Conclusão: 01/01/2023